Artigos


Crises de crescimento
O Ensino Superior e as Empresas

Nos últimos 25 anos, o Ensino Superior em Portugal sofreu uma mudança sem paralelo, nem na sua história, nem na evolução de qualquer outro país da OCDE nesse período. O número de alunos foi multiplicado por dez, o número de instituições por 37. Surgiu o ensino politécnico e desenvolveu-se o ensino superior de iniciativa não-estatal. Acompanhando as tendências de democratização da sociedade, o acesso à educação generalizou-se.
(artigo publicado no Jornal da Universidade de Évora n.º 17, Novembro de 2000)

Aprenda a sobreviver no Caos

Empresas nascem e morrem a cada instante. Mesmo as estratégias mais elaboradas são rapidamente ultrapassadas pela dinâmica dos mercados. Neste mundo caótico só sobreviverá quem compreender as suas regras.
(artigo publicado no Semanário Económico nº 702, 23 de Julho de 2000)

Timor Lorosae tarda a despertar
Entre as cicatrizes e a esperança

Abril marca o final da estação das chuvas e pinta de verde a paisagem tropical de Timor. Por detrás desse deslumbrante cenário natural está uma terra devastada pela violência. Há apenas sete meses, quase todos os timorenses foram obrigados a fugir de suas casas. A intervenção internacional restaurou a esperança, mas as cicatrizes desse Setembro sangrento tardam em sarar.
(reportagem publicada na Gazeta do Sul, Edição Évora, 30 de Junho de 2000)

João Cutileiro
"Évora ou Manhattan"

João Cutileiro nasceu em Lisboa, em 1937, filho de pais alentejanos. O trabalho do seu pai na Organização Mundial de Saúde levou-o a fazer frequentes viagens desde muito novo. Kabul, Florença, Londres e Lagos marcam a vida do mais importante escultor português do Século XX. Desde 1985 que Évora é o seu reduto, o que nos dá o privilégio da sua presença e, por vezes, das suas palavras...
(entrevista publicada no Jornal da Universidade de Évora n.º 12, Janeiro de 2000)

A semana mágica

Provavelmente pela primeira vez desde o 25 de Abril de 1974, o Povo Português agiu de forma colectiva, com uma força, um empenho e uma imaginação surpreendentes. Durante uma semana, Timor não deixou ninguém dormir. Depois desses dias, sabemos que nada poderá ficar como era antes. Porque temos a certeza que no futuro, sempre que for preciso, há dez milhões de vozes prontas a gritar e que a força do seu grito pode chegar bem longe.
(artigo publicado no Jornal da Universidade de Évora n.º 11, Outubro de 1999)

As origens do actual Dia do Estudante
A Crise Académica de 1962

Hoje não são muitos os que recordam as razões que identificam o dia 24 de Março com os estudantes. Para as compreendermos temos que recuar à crise académica de 1962 e às causas das lutas estudantis desde o início do século.
(artigo publicado no Jornal da Universidade de Évora n.º 8, Abril de 1999)

Viagem Através do Caos

Hoje, é quase banal afirmar que vivemos num ambiente de complexidade e turbulência, enquanto a Gestão começa a adoptar novas concepções sobre a gestão estratégica e as formas de enfrentar a mudança. O que é menos usual é ligar estas evoluções com a verdadeira revolução científica que a Teoria do Caos representa. As suas repercussões estendem-se a campos tão diferentes como a Física, a Biologia, a Economia, a Matemática ou a Gestão e ameaçam alterar drasticamente a nossa forma de ver o mundo.
(artigo publicado na Revista Dirigir n.º 44, Agosto de 1996)

Todos os artigos © 1996-2001 Rui Grilo

Voltar à página principal RuiGrilo.net